domingo, 17 de junho de 2007

Sim, medo

Estou com medo.
Sinto medo.
Vejo que novamente pode ocasionar, ou não, mas só essa atmosfera, a possibilidade que me precede o... o que pode , não sei, mas... sinto medo...
Descobri. Não percebi. O que eu ansiava por um, outro ofegava por mim.
Acendi novamente aquilo que já desejei, mas, inesperadamente, repentinamente...
Busquei, encontrei. Mas não planejei...
Não sei...
Mas sei, sim, a ausência que preenchia seu vigor, concentra novas esperanças. Não em mim. Sim, em mim. Mas não dentro de mim. Em quem vejo.
Julguei e acusei este similar sentimento e atitude em outrem. Será por possuir tamanha covardia também?
Perante isto, por minha vez, me feri. Mas, na ocasião passada.
Nesta, temo ferir.
O que vi há pouco, assustou. Não sei.
Bobeira minha, talvez.
Muita cautela desta vez.
Isso eu sei.

2 comentários:

Erick disse...

Bom, acho q entendi o texto. Porém espero q esse medo nao te afaste de mim... Nao sou perfeito, nao sei dançar(entre outros "defeitos"), mas temos, com certeza, mtas coisas em comum... Nao estamos pra brincadeira, jah brincaram mto conosco e vejo q existem chanses reais de dar certo!! É assim q vejo a situição(é assim q escreve? kkkk) q estamos... Tenho mtas esperançãs em vc... nao fique com medo de ferir, faça como eu, siga o seu coração pois ele com certeza nao quer o seu mal... O q vc "viu a pouco" q te assustou???

um beijo sem lavanda...

Nanda disse...

que bonitinho! Fez um Gmail só para postar aqui! =P
Você não possui defeitos, saiba disso.
Você merece um texto sim, mas não esse! ;)
E quero muita lavanda!!!! beijao fofão